Como influenciar pessoas comunicando com autenticidade, como Mandela

nelson mandela

Nelson Mandela vivia inconformado pelas leis racistas que regiam a África do Sul.  Lutava para mudar as injustiças na sociedade e por esse motivo foi preso. Somente desejava que o seu povo vivesse em igualdade de direitos com as pessoas de raça branca. Quando foi condenado, disse em tribunal que estava preparado para morrer por aquilo em que acreditava.

Uma das características mais poderosas de Mandela era a comunicação. Ele era autêntico e não tentava copiar o estilo de ninguem.

Certa vez disse: “Se você falar com alguem numa linguagem que a pessoa compreende, a mensagem irá entrar-lhe na mente. Se falar com a pessoa na sua própria linguagem, isso irá atingir o seu coração.”

As conquistas de Mandela tornaram África um continente com mais liberdade e igualdade. O que podemos aprender da forma como Mandela comunicava, e aplicar na nossa comunicação pessoal e empresarial? :

1. Crie uma mensagem forte e com propósito

Mandela não procurava somente acabar com o apartaide. Ele almejava alcançar uma sociedade justa a livre para todos os sul africanos. A sua mensagem era determinada e corajosa.

2. Tenha uma mensagem consistente e expresse os seus valores e objectivos

Mandela disse durante o seu julgamento que estava disposto a morrer por aquilo em que acreditava. Para nos tornarmos verdadeiros líderes e comunicar eficientemente, precisamos ter uma mensagem alinhada com aquilo em que acreditamos.

3. Seja honesto e autentico

Mandela tinha um estilo único e mostrava sempre a sua verdadeira personalidade. Ele não tentava ser algo diferente.

A forma como comunica na sua vida pessoal e nos negócios é clara e com propósito? Fá-lo de forma autêntica ou tenta copiar o que outros fazem? Nas suas mensagens corporativas faz publicidade constantemente ou tem em consideração os problemas dos seus clientes?

Quando acreditamos nos nossos valores e comunicamos com autenticidade, temos mais chances de ter sucesso na vida, nos negócios e dar um contributo positivo à vida de outras pessoas, ao nosso país e continente.